Recorde

Janaína Paschoal se torna a deputada mais votada da história

Advogada teve mais de 2 milhões de votos, o que representa quase 10% de todo o eleitorado de São Paulo

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Alçada ao estrelato por ser umas das autoras do pedido de impeachment de Dilma Rousseff, a advogada e professora Janaína Paschoal (PSL) se tornou a deputada estadual mais votada da história do País, com 2.031.829 votos, ou 9,92% do eleitorado de São Paulo (com 98,28% das urnas apuradas).

Impulsionada não só pelo sentimento antipetista, mas também pelo apoio de Jair Bolsonaro (PSL), ela conseguiu ainda superar o recorde quando considerados os deputados federais, cuja marca foi batida pelo filho do candidato do PSL à Presidência, Eduardo Bolsonaro, que atingiu 1.814.443 votos.

A hora de investir em ações é agora: abra uma conta na Clear com taxa ZERO de corretagem!

PUBLICIDADE

Janaína chegou a ser cotada para ser vice de Bolsonaro, posição que ela recusou.

O número foi tão expressivo que ela conseguiu mais votos que candidatos à Presidência, como Cabo Daciolo (Patriotas), Henrique Meirelles (MDB) e Marina Silva (Rede).

O desempenho dela foi seis vezes acima do obtido por Fernando Capez (PSDB), que em 2014 teve 306.268 votos e detinha o antigo recorde de deputado estadual mais votado.

Em segundo lugar, com 470.606 votos, ficou Arthur Mamãe Falei (DEM), que ganhou popularidade por suas declarações contra o PT e por ser integrante do MBL (Movimento Brasil Livre).

Veja também: “O ser humano que disser que não existe machismo no Brasil não vive com os pés na realidade”, diz Janaina Paschoal

Na sequência ficou Carlos Giannazi (PSOL) e Coronel Telhada (PP), com 216.399 e 211.300 votos, respectivamente.

PUBLICIDADE