Ofensiva

Irritado, Renan pretende aceitar pedido de impeachment de Janot, diz Estadão

Presidente do Senado, diz o jornal, não tem conseguido esconder sua revolta com a atuação do procurador, que pediu sua prisão ao STF

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, o presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL) pretende a aceitar o pedido de impeachment do procurador-geral da República Rodrigo Janot, conforme afirmou a aliados. Renan, diz o jornal, não tem conseguido esconder sua revolta com a atuação do procurador, que pediu sua prisão ao STF (Supremo Tribunal Federal).

O jornal cita uma reunião entre o presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE) e Eduardo Braga (PMDB-AM) na casa do ex-presidente José Sarney em Brasília. Os peemedebistas tiveram que acalmar Renan, que estava decidido a aceitar o pedido. Irritado com as decisões do procurador-geral, Renan teria lembrado aos colegas que existem ainda cinco pedidos de impeachment contra ele a serem analisados pelo Senado e que pretende buscar, em algum deles, os argumentos necessários para acolher a denúncia.

A ofensiva sobre Janot  causa preocupação entre os senadores, que pediram cautela e prudência a Renan. A decisão deve ser tomada na próxima semana. 

Aprenda a investir na bolsa