Política

Integrantes do PMDB afirmam ter 367 votos a favor do impeachment

O presidente interino do PMDB, senador Romero Jucá (RR) disse que o governo vem promovendo um "ataque especulativo" sobre os deputados

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Deputados integrantes do PMDB contestaram neste sábado (16) a ideia de que estaria ocorrendo uma “onda pró-Dilma” e que a oposição estaria perdendo votos para a sessão de amanhã na Câmara dos Deputados. Membros da sigla disseram que já possuem 367 votos a favor do impeachment, sendo 129 contrários.

Segundo a Folha de S. Paulo, deputados do partido chegaram à residência oficial do vice Michel Temer exibindo o que seria a última contagem de votos feita pelo comitê que trabalha pelo afastamento da petista.

Além disso, os deputados criticaram o governo e defenderam que não há uma “onda pró-Dilma”. O presidente interino do PMDB, senador Romero Jucá (RR) disse que o governo vem promovendo um “ataque especulativo” sobre os deputados nas últimas horas, mas que no QG peemedebista o clima é de tranquilidade.

PUBLICIDADE

“É natural que o governo tente fazer um esforço, não esperávamos que eles ficassem de braços cruzados. Mas confiamos que os parlamentares tem responsabilidade com o país”, disse Jucá.

Ele afinou que os aliados de Temer tinham uma “reserva de votos” para exibir quando houvesse a escalada da ofensiva do governo contra o impeachment.