Corrupção

Instituto do PSDB faz críticas ao governo e dispara: Dilma, a “mãe do petrolão”

Instituto veiculou texto no qual diz que Dilma e o PT devem responder por "12 anos de assalto do partido à empresa"

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O Instituto Teotônio Vilela, de ligação histórica com o PSDB, veiculou um artigo em seu site no qual diz que a presidente Dilma Rousseff (PT) é a “mãe do petrolão”, um trocadilho com a alcunha que ela havia recebido do ex-presidente Lula de “mãe do PAC”.

O texto diz que a presidente mostrou “não estar à altura do cargo que ocupa”, quando ela disse na sexta-feira (20) que a situação da Petrobras (PETR3; PETR4) não estaria como está hoje se os escândalos que assolam a empresa tivessem sido investigados durante a gestão de Fernando Henrique Cardoso.   

“O PT teve três mandatos para apurar o que supostamente teria acontecido de errado no Brasil antes da chegada do partido ao poder, em especial na Petrobras. Se não o fez, das duas uma: ou não encontrou nada errado, o que é mais provável, ou não quis investigar e punir eventuais culpados, o que constitui crime de prevaricação”, diz a carta do instituto.

PUBLICIDADE

O documento divulgado pelo Teotônio Vilela foi além e disse que diante do seu tempo como presidente do conselho de administração da Petrobras, a presidente Dilma e o PT “devem responder por “12 anos de assalto do partido à empresa”. 

Na segunda-feira (20), foi noticiado que o PT está preparando um pedido para que a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) também investigue irregularidades na estatal que ocorreram enquanto FHC era presidente da República.