Infra-estrutura de cidades influencia na divulgação dos resultados das eleições

Em locais da região Norte, por exemplo, arquivo com resultado é levado em barcos para TRE. Nível das águas influencia o transporte

SÃO PAULO – A infra-estrutura de transporte e tecnologia de algumas cidades do País podem influenciar na rapidez da divulgação dos resultados das eleições, é o que informa o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que pretende conhecer a maioria dos prefeitos e vereadores eleitos ainda no dia 05 de outubro.

No Brasil, existem 400 mil seções eleitorais, que enviam um arquivo digital com o resultado da votação, após o seu encerramento, para os cartórios eleitorais, que por sua vez, transmitem os dados ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral). Este arquivo é levado até um ponto de transmissão da rede para a totalização.

Rapidez

Segundo o secretário de Tecnologia e Informação do TSE, Giuseppe Janino, em cidades que possuem infra-estrutura, o procedimento é tranqüilo, porém, em locais com a região Norte, o processo pode ser mais demorado.

PUBLICIDADE

Nessa região, em muitos lugares, a locomoção é feita por meio de rios, e dependem da situação do momento, como correnteza ou nível para navegação.

Nas regiões Norte, Nordeste e em parte da Centro-Oeste foram mapeados mil pontos onde não há comunicação usual. Nesses locais utiliza-se transmissão via satélite, porém, os links não são de alta velocidade, por terem alto custo, o que também influencia na velocidade de divulgação do resultado.

Nas eleições de 2006, uma falha no sistema de satélite no Amazonas fez com que fosse necessário transportar o arquivo de barco, que demorou quase 24 horas para chegar. Esse tipo de imprevisto dificulta ainda mais a possibilidade de se totalizar os votos em 100% dos municípios com agilidade.

“Certamente nos vamos ter alguma dificuldade em 20% ou 15% desses municípios, o que vai impedir que se feche 100% no mesmo dia da eleição, mas mesmo assim há possibilidade de se ter os resultados”, afirma Janino. Essa possibilidade acontece em casos em que 80% dos votos forem apurados e a disputa não seja muito acirrada.