Inflação descontenta, mas satisfação com Governo Lula ainda é alta, segundo Ibope

Em geral, as políticas econômicas têm desagradado; avaliação da atuação do presidente, no entanto, permanece estável

SÃO PAULO – A inflação é o motivo de maior descontentamento da população em relação ao Governo Lula no segundo trimestre, segundo pesquisa divulgada nesta segunda-feira (30), realizada pelo Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística). A aprovação e confiança em relação ao presidente, entretanto, permanecem elevadas.

As políticas econômicas, de um modo geral, figuram entre as maiores preocupações em relação ao Governo. Além das projeções para inflação, as para desemprego também aumentaram em relação aos três primeiros meses do ano.

Enquanto, em março, 51% acreditavam no crescimento inflacionário, agora, em junho, o percentual aumentou para 65%. A porcentagem dos que acreditam no aumento do desemprego aumentou de 42% para 52%.

PUBLICIDADE

Sobre as atuações já apresentadas pelo Governo, há alto descontentamento em relação às políticas de combate à inflação e de determinação da taxa de juro. Em junho, 41% aprovam e 53% desaprovam a postura no combate à inflação, frente a 51% e 43% respectivos na medição anterior. No âmbito da política de juros, o Governo recebeu a pior avaliação em dois anos.

Outros setores

As políticas do Governo em relação ao meio ambiente e ao campo social também apresentaram queda na aprovação pública. Em junho, 53% aprovam e 40% desaprovam a atuação do governo na área ambiental, frente aos 60% e 34%, respectivamente, de março.

O combate governamental à fome e à pobreza é aprovado por 59% e desaprovado por 39% dos pesquisados. Há três meses os valores respectivos eram de 62% e 35%.

Já os programas de saúde e educação apresentaram, em relação a março, aumento na aprovação, registrando 62% em junho. Foi a melhor avaliação de toda a série histórica da pesquisa.

As medidas governamentais relacionadas à segurança pública mantêm aprovação e desaprovação estáveis em relação à última pesquisa.

Avaliação, aprovação e confiança elevadas

Apesar das más perspectivas econômicas, as medições de avaliação, aprovação e confiança no Governo Lula permaneceram não só estáveis, como altas.

58% avaliam o Governo como “ótimo” ou “bom”, 72% aprovam a maneira de governar do presidente e 68% confiam em Lula. A nota média geral da administração é 7.

A pesquisa contratada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) foi realizada entre os dias 20 e 23 de junho com 2002 entrevistados em 141 municípios de todo o Brasil. A margem de erro é de 2 pontos percentuais e o grau de confiança, de 95%.