Cenário eleitoral

Indulto a Lula, Ciro “pistola” e vídeo de Bolsonaro: as 7 notícias que agitam a política

Em meio a tudo isso, Persio Arida chamou Paulo Guedes de inexperiente, enquanto funcionários da campanha do PT paralisaram os trabalhos

SÃO PAULO – O último fim de semana foi movimentado na política, com o mercado de olho nas pesquisas eleitorais e nos atos de campanha dos principais candidatos, que vão correndo contra o tempo para garantirem uma vaga no segundo turno.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

Em destaque, Jair Bolsonaro (PSL) gravou um vídeo de quase 20 minutos no hospital, com grande repercussão ao atacar o PT e questionar a lisura da eleição. Enquanto isso, Ciro Gomes (PDT) chamou atenção por diversas declarações, mas, principalmente, por perder a cabeça e empurrar e xingar um jornalista.

PUBLICIDADE

Ainda entre as principais notícias do fim de semana, uma polêmica envolvendo o PT ganhou força com o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, dizendo que, se eleito, Fernando Haddad (PT) irá dar um indulto para Lula no primeiro dia de governo. O candidato petista, porém, disse que o ex-presidente não quer que ele faça isso.

Confira as principais notícias políticas do fim de semana:

Funcionários paralisam campanha do PT
Alguns funcionários que estão produzindo a campanha do PT para presidente suspenderam os trabalhos por conta de atrasos nos pagamentos pelo partido. De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, parte da equipe de pré e pós-produção de vídeo da campanha petista está parada desde a semana passada, o que ameaça a entrega de novos comerciais da coligação encabeçada pelo PT. Saiba mais clicando aqui.

General Mourão responde ataques
Após se envolver em uma polêmica ao sugerir a criação de uma nova Cosntituição sem a participação de políticos eleitos, o candidato a vice na chapa de Jair Bolsonaro (PSL), general Hamilton Mourão (PRTB), respondeu as críticas em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo.

“Não sei por que eu sou antidemocrático. Mas, tudo bem, deixa pra lá. É um carimbo que querem colocar em mim, que eu rejeito […] Se eu fosse antidemocrático, não estaria participando de uma eleição. Estaria limpando as armas e aguardando o momento”, disse. Clique aqui para saber mais.

Persio Arida x Paulo Guedes
Em entrevista ao jornal Estado de S. Paulo, o coordenador econômico de Geraldo Alckmin (PSDB), Persio Arida, fez duras criticas ao futuro ministro da Fazenda de Jair Bolsonaro (PSL), Paulo Geuedes, dizendo que ele não tem experiência para comandar a área econômica do próximo governo.

PUBLICIDADE

Segundo ele, a fala de Bolsonaro sobre ser um liberal é uma farsa e é muito parecida com o que já ocorreu com líderes de esquerda na América Latina, como na Venezuela. Além disso, o economista acredita que Guedes não será uma garantia de governo liberal: “o presidente faz o que quer e não o que combinou com o economista. Quem tem a caneta manda”, afirma. Confira mais destaques da entrevista clicando aqui.

Veja também:

– Bolsonaro sobe para 33% dos votos; Haddad salta para 16% e empata com Ciro em 2º, mostra pesquisa
– CNT/MDA: Bolsonaro lidera com 28,2% e Haddad abre 7 pontos de vantagem sobre Ciro Gomes

Indulto para Lula?
Se for eleito, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) irá assinar um indulto para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no primeiro dia de governo. A declaração foi feita pelo governador de Minas Gerais e candidato à reeleição, Fernando Pimentel (PT), à líderes políticos e simpatizantes em evento no sábado (15).

“Vamos eleger Haddad presidente da República, e eu tenho certeza que, eleito, o Haddad irá assinar no seu primeiro dia de governo um indulto para o presidente Lula, irá tirá-lo desta prisão injusta e arbitrária”, disse Pimentel. As informações são do jornal Estado de Minas.

Por outro lado, em sabatina realizada pela Folha, UOL e SBT nesta segunda, Haddad disse que o ex-presidente já conversou com ele sobre o assunto e rejeita a ideia de um indulto. Lula, segundo o candidato petista, afirmou que “não troca sua dignidade por sua liberdade” e quer ter a absolvição nos tribunais superiores. “Acredito que o presidente Lula vai ter justiça, vai ser absolvido”, disse.

Ciro Gomes empurra e xinga jornalista
Ciro Gomes perdeu a cabeça com um jornalista durante ato de campanha no último sábado (15) em Boa Vista (RR), em vídeo que viralizou nas redes sociais. Perguntado pelo homem sobre suas manifestações a respeito da turbulência na Venezuela e dos brasileiros que agrediram alguns desses estrangeiros, o candidato do PDT à presidência mostrou irritação e o empurrou, além de falar para prendê-lo.

“Vá para a casa do Romero Jucá, seu filho da p…”, gritou o candidato do PDT. Depois, Ciro diz para sua equipe para tirá-lo dali. “Esse aqui é do Romero Jucá. Tira ele, prende esse aí”, afirma o candidato, que também empurrou o homem. Assista ao vídeo clicando aqui.

A escolha entre um fascista e o PT no 2º turno
Ciro também chamou atenção ao fazer novos ataques contra seus principais adversários na corrida pelo segundo turno. Sem citar nominalmente Jair Bolsonaro (PSL), ele disse que o brasileiro “não quer e não merece” um segundo turno para ter que decidir entre um “fascista” e “as enormes contradições do PT”, se referindo a Fernando Haddad (PT).

Segundo ele, o PT, sem pensar no Brasil e buscando apenas se perpetuar no poder, fez alianças com grandes nomes do MDB, como o deputado Eduardo Cunha e os senadores Eunício Oliveira e Renan Calheiros. “O PT está fazendo isso de novo, não aprendeu nada”, disse.

Bolsonaro grava vídeo no hospital
O candidato Jair Bolsonaro (PSL) fez uma transmissão ao vivo via Facebook no domingo (16) e falou por 18 minutos, fazendo um discurso duro contra o PT. Ele acusou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de ter um “plano B” para voltar ao poder, apontando que o líder petista não buscou fugir e que esse fato é um indício de que há uma intenção por trás disso. 

“Com toda sua popularidade, sua possível riqueza, seu tráfego junto a ditaduras. Você aceitaria passivamente ir para a cadeia? Se você não tentou fugir, com tudo ao teu lado, é obviamente porque você tem um plano B. Não consigo pensar em outra coisa a não ser o plano B se materializar numa fraude”, disse. Clique aqui para conferir o vídeo completo.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear