Defesa

Impeachment sem crime de responsabilidade é golpe, não adianta fingir, diz Dilma

"O que está em questão no impeachment são as contas de 2015, ora as contas de 2015 só vão ser apresentadas em abril [...] Que processo é esse? Esse é um processo golpista", disse

SÃO PAULO – A presidente Dilma Rousseff (PT) aproveitou o evento da terceira fase do programa Minha Casa, Minha Vida para volta a falar sobre a atual situação política do País e os ataques que vem sofrendo. Desta vez, a petista decidiu não apenas afirmar que o que ocorre atualmente é um golpe, mas explicou que, apesar do impeachment estar da constituição, não há provas contra ela para que isto ocorra agora, o que caracteriza o golpe.

“Impeachment sem crime de responsabilidade é golpe”, afirmou Dilma durante sua fala, ressaltando que é “má-fé dizer que todo impeachment está correto”. A petista ainda citou a ditadura e afirmou que “presidente tem que ser eleito diretamente” e de que “não existe esta história de não gosto do governo e ele cai”.

“O que está em questão no impeachment são as contas de 2015, ora as contas de 2015 só vão ser apresentadas em abril, não foram julgadas pelo TCU, nem tampouco pelo Congresso Nacional. Que processo é esse? Esse é um processo golpista”, disse a presidente sobre o impeachment.

PUBLICIDADE

Dilma afirmou que os que querem interromper seu mandato serão responsáveis pelo retardamento da retomada do crescimento do País. “Lamento que se crie na sociedade brasileira um crime de intolerância e ódio”, seguiu a presidente, que disse que “ódio, ressentimento, preconceito, é algo que nós tínhamos passado ao largo”.