Impeachment de Dilma

Impeachment no Twitter: Janaina fala para apoiadores ficarem em casa; Aécio e Dilma também se pronunciam

Dilma pede consciência dos senadores na hora de avaliar o processo, senador destaca que Brasil escreve página decisiva na história e advogada de acusação rebate críticas

SÃO PAULO – A sessão final do impeachment começou um pouco depois das 11h15 (horário de Brasília) e diversos personagens desse processo já se pronunciaram. Em destaque, a presidente afastada Dilma Rousseff, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e a advogada de acusação Janaina Paschoal.

Na noite de ontem, Dilma declarou: “Nós temos maturidade suficiente para superar esse processo. É grave afastar uma presidente sem crime de responsabilidade. Peço aos senadores que tenham consciência na hora de avaliar esse processo”, afirmou.

 

Já o senador Aécio Neves afirmou em seu Twitter, pouco após a sessão começar, que “hoje o Brasil escreve uma página decisiva na sua história, devido à arrogância de um governo que achou que poderia se colocar acima das leis”. 

 

Porém, o grande destaque ficou para os tuítes da advogada Janaina Paschoal. Pela rede social, Janaina pediu para que apoiadores do afastamento da petista não se manifestem nas ruas e fiquem em casa nesta quarta, quando o julgamento será encerrado.

“O clima está tenso. Aqueles que concordam com o impeachment, peço serenidade! Se possível, torçam de suas casas, ou do trabalho. Penso que sair as ruas, hoje, não seja adequado. Precisamos evitar conflitos”, escreveu. 

Janaina ainda rebateu críticas contra ela por ter falado na véspera, no Plenário, que “foi Deus” quem fez com que as pessoas percebessem o que estava acontecendo no Brasil. “Ontem, fui criticada, por gregos e troianos, pelos mais diversos motivos. Uma das críticas veio por eu ter falado em Deus. Falei e reitero: Deus está no comando! Mas ele só ajuda quem se norteia pelo amor”, disse ela. Confira abaixo os tuítes de Janaina:



PUBLICIDADE