Ajuste em pauta

Imagens e vídeos que traduzem a “confusão” no Congresso para aprovar a MP 665

Em meio a ofensas entre deputados, protestos de sindicalistas, chuvas de "petrodólares" e até paródia de marchinha de carnaval, o governo conseguiu uma vitória apertada, por 252 votos a favor e 227 contra

SÃO PAULO – A Câmara dos Deputados teve, ontem, mais uma sessão difícil de ser esquecida. Em meio a ofensas entre deputados, protestos de sindicalistas, chuvas de “petrodólares” e até paródia de marchinha de carnaval, o governo conseguiu uma vitória apertada, por 252 votos a favor e 227 contra.

O texto-base da MP 665 endurece as regras de acesso ao seguro-desemprego, tendo como principal ponto a ampliação do tempo de trabalho necessário para a requisição do seguro-desemprego de seis para 12 meses. 

E, em meio a uma sessão bastante tensa, não faltaram momentos memoráveis. Confira abaixo imagens e vídeos (alguns vídeos também podem ser conferidos na página de deputados, como de Bruno Araújo [PSDB-PE]) que mostram o quanto a sessão foi tumultuada no Congresso:

PUBLICIDADE

 Mulher que bate como homem tem que apanhar como homem, diz deputado

Coronel da reserva da Polícia Militar do Distrito Federal e presidente regional do DEM, o  deputado federal Alberto Fraga (DEM-DF) afirmou no plenário da Câmara que mulher que “bate como homem, tem que apanhar como homem também”. 

O deputado fez a afirmação em um dos microfones do plenário após a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) ameaçar denunciar o deputado Roberto Freire (PPS-SP) ao Conselho de Ética da Câmara. Freire tocou o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) pelas costas durante uma discussão e Jandira, que estava ao lado de ambos, criticou o deputado do PPS e o acusou de tê-la empurrado, o que aumentou ainda mais a confusão. Confira o vídeo abaixo: 

Chuva de petrodólares

Um dos destaques foi a chuva de petrodólares feita por sindicalistas, que ocuparam as galerias e exibiram cartazes de petistas com a expressão “procurados”. 

A sessão chegou a ser suspensa pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha, para retirar sindicalistas das galerias do Plenário, após os manifestantes jogarem no Plenário centenas de réplicas de notas de 100 dólares com a imagem da presidente Dilma Rousseff.

PUBLICIDADE

3. Outros discursos inflamados

Os discursos inflamados de deputados contribuíram para movimentar a sessão, assim como os panelaços. 

Um dos nomes mais combativos do PSDB, o deputado Carlos Sampaio acusou o PT de quebrar o País e comprou uma nova briga com a deputada Maria do Rosário (PT-RS). 

Confira fotos da votação da MP 665:

Congresso - MP 665

 

Congresso - MP 665

Congresso - MP 665

Congresso - MP 665

Congresso - MP 665

Congresso - MP 665

Congresso - MP 665

Congresso - MP 665