Eleições

Ibope: Dilma mantém 38%, Aécio sobe para 23% e Campos tem 9%

Em caso de um segundo turno, a presidente se consagraria enfrentando os seus dois principais opositores: 42% a 36% contra Aécio e 44% a 32% se enfrentasse Campos

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Pesquisa Ibope divulgada na noite desta quinta-feira (7) mostrou a presidente Dilma Rousseff (PT) mantendo os mesmos 38% de intenções de voto registrados na pesquisa de julho. Enquanto isso, Aécio Neves (PSDB) passou de 22% no último mês para 23% agora. Já Eduardo Campos (PSB) subiu de 8% para 9%. Com isso, não há como garantir a ocorrência de um segundo turno.

Somando o percentual de todos os 10 candidatos que disputam com Dilma o total de intenções de voto atinge 38%, mesmo valor da atual presidente. Entre os candidatos de menor expressão, o Pastor Everaldo (PSC) tem 3% das intenções de voto, Luciana Genro (PSOL) tem 1%, assim como Eduardo Jorge (PV). Os demais candidatos não atingiram 1% dos votos. Brancos ou nulos atingiram 13% e não souberam ou não responderam 11% dos entrevistados.

Encomendada pela TV Globo, a pesquisa ouviu 2.506 eleitores entre o último domingo (3) e ontem, em 175 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Aprenda a investir na bolsa

Pesquisa Espontânea
Na realização da chamada pesquisa espontânea, onde o entrevistador apenas pergunta em quem o eleitor votaria, sem listar a relação dos candidatos, Dilma segue na frente com 25% dos votos, seguida de Aécio com 11% e Eduardo Campos, com 4%. Outros candidatos somaram 2%, e brancos e nulos atingiram 15%. Não souberam ou não responderam 43% dos entrevistados.

Segundo turno
Na simulação de um segundo turno, a presidente se consagraria enfrentando os seus dois principais opositores. Tanto as intenções de voto de Dilma quanto as de Aécio e Campos aumentaram no mais recente levantamento do Ibope.

Caso enfrentasse o tucano, Dilma teria 42% dos votos e venceria o principal candidato da oposição até o momento. Aécio, por sua vez, somaria 36%. No total, 15% dos eleitores declararam que votarão branco ou nulo e 7% afirmaram que não sabem em quem votar ou não responderam a pesquisa.

A petista também aparece como virtual vencedora se o seu opositor nas urnas fosse Campos. Enquanto a candidata à reeleição detém 44% de apoio, o presidenciável do PSB teria 32%. Neste cenário, o número de votos brancos ou nulos caiu para 16%, enquanto 8% responderam que não sabem ou não quiseram responder o levantamento.

Dilma: Melhora na avaliação
A mais recente pesquisa do Ibope também mostrou que a avaliação da presidente melhorou. No total, 32% dos entrevistados avaliam a gestão da petista como ótima ou boa. No levantamento anterior, eram 31%.

Por outro lado, a avaliação regular do governo de Dilma oscilou para 35%, de 36% na pesquisa anterior. No mesmo sentido, a avaliação ruim ou péssima da gestão da presidente caiu de 33% para 31%.

PUBLICIDADE

Indagados sobre como Dilma administra o país, 47% dos eleitores aprovam, enquanto 49% não aprovam. A leitura mostra também que 4% não souberam responder a pergunta.

Rejeição da petista não oscila
A candidata à reeleição pelo PT manteve a mesma taxa de rejeição da pesquisa anterior e ficou em 36%. O presidenciável tucano foi menos rejeitado neste levantamento, com 15%, frente aos 16% da leitura precedente. Por outro lado, o candidato peessebista viu sua taxa de rejeição oscilar de 8% para 9%.