Eleições 2018

Ibope deve ser divulgado hoje à noite; veja como foi a pesquisa da semana passada

A pesquisa deve refletir eventuais efeitos do ataque sofrido por Jair Bolsonaro (PSL) entre os eleitores e é aguardada com ansiedade pelo mercado

SÃO PAULO – Uma nova pesquisa Ibope de intenção de votos para presidente está prevista para ser divulgada nesta terça-feira (11), a partir de 19h (de Brasília). Os 2.002 eleitores, de todo o território nacional, responderam ao questionário entre os dias 5 e 11 de setembro. Ou seja, a pesquisa deve refletir eventuais efeitos do ataque sofrido por Jair Bolsonaro (PSL) entre os eleitores e é aguardada com ansiedade pelo mercado.

Registrado no TSE sob o código BR-05221/2018, o levantamento tem margem de erro de 2 pontos percentuais e foi encomendado pelo Estadão e pela TV Globo.

Na última pesquisa Ibope, divulgada em 5 de setembro, o deputado Jair Bolsonaro (PSL) mantinha a liderança da corrida presidencial com 22% das intenções de voto. Logo atrás de Bolsonaro, apareciam três candidatos tecnicamente empatados: a ex-senadora Marina Silva (Rede) e o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), ambos com 12% das intenções de voto, além do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), com 9%.

PUBLICIDADE

O senador Álvaro Dias (Podemos) permanecia com 3% das intenções de voto, empatado com o empresário João Amoêdo (Novo). O ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles (MDB) tinha 2%. Na sequência, com 1%, apareceram os candidatos Guilherme Boulos (PSOL), Vera Lúcia (PSTU) e João Goulart Filho (PPL). Outros candidatos não pontuaram na pesquisa.

No segundo turno, Bolsonaro perderia em três dos quatro cenários simulados. Na disputa com Ciro, o deputado federal teria 33% das intenções de voto ante 44% de seu oponente. Alckmin teria 41% dos votos e Bolsonaro 32%. Em um terceiro cenário, Bolsonaro teria 33% da intenção de voto e Marina 43%. Na disputa com Haddad, Bolsonaro apareceu na pesquisa com 37% das intenções de voto e o iminente substituto de Lula tem 36%, configurando um empate técnico, já que a pesquisa tem margem de erro de 2 pontos percentuais. 

A taxa de rejeição a Bolsonaro foi de 44%. Marina aparecia com o segundo maior índice de rejeição, de 26%, seguida por Haddad (23%) e Alckmin (22%). Ciro tinha taxa de rejeição de 20%. Meirelles, Cabo Daciolo e Eymael aparecem com 14%.

Quer proteger seus investimentos das incertezas das eleições? Clique aqui e abra sua conta na XP Investimentos