Retomando planos

Huck retoma articulações para ser candidato – e encontra bom motivo para isso após Datafolha

Enquanto articulação aumentou após condenação de Lula, Datafolha desta quarta-feira mostrou apresentador empatado com Geraldo Alckmin 

SÃO PAULO – O apresentador de televisão Luciano Huck não desistiu das eleições de 2018, como já havia apontado o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na semana passada. Após a condenação do ex-presidente Lula na operação Lava Jato, as articulações do global aumentaram, informa a colunista Vera Magalhães, do jornal O Estado de S. Paulo.

Nessa semana, emissários do global estiveram com o estrategista da campanha do presidente da França, Emmanuel Macron. Guillaume Liegey esteve no Brasil para vender os seus serviços a postulantes ao Palácio do Planalto.

Huck ainda retomou mais intensamente as suas conversas com o PPS. O presidente do partido, Roberto Freire, ainda sonha em lançá-lo. A avaliação de entusiastas da candidatura é de que Lula deixou órfã uma camada da população que considera que o petista melhorou a vida dessas pessoas e Huck captaria melhor essa percepção de que é capaz de “mudar a vida” delas em relação aos políticos tradicionais.

PUBLICIDADE

 Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

De qualquer forma, Huck não fará movimentos explícitos até abril, informa a colunista, pois não quer “abrir mão do contato semanal com 20 milhões de pessoas pela TV” e observará se outro candidato de centro conseguirá empolgar o eleitorado, apontou um interlocutor à colunista.

Se depender do último ponto, a candidatura de Huck ganha um novo impulso com a pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira, que mostrou, em um cenário sem Lula, o apresentador global empatado com 8% das intenções de voto com o candidato mais consolidado do centro, Geraldo Alckmin. Essa foi a melhor marca atingida pelo global desde que seu nome começou a circular como alternativa para encarnar “o novo”. Assim, a pressão sobre a candidatura do governador paulista deve aumentar – enquanto o nome de Huck volta a ganhar forças na bolsa de apostas para a corrida eleitoral de outubro deste ano.