Ataque

Homem é preso após tentar detonar coquetel molotov na sede do PT, em SP

Preso em flagrante, Edmilson foi levado ao 8º Distrito Policial, no Brás, e liberado em seguida

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Um homem tentou por duas vezes atacar a sede do PT, em São Paulo, na última quinta-feira (30). A primeira, teria ocorrido às 1h15, quando Edmilson Chaves da Silva usou um pé-de-cabra contra a vidraça do prédio. Conduzido à delegacia e após assinar um termo circunstanciado, 13 horas depois, ele voltou ao local e lançou um coquetel molotov dentro das instalações no momento em que dirigentes do partido, incluindo o presidente Rui Falcão, voltavam do almoço. Segundo O Estado de S. Paulo, havia cerca de dez pessoas.

Como contou o jornal Folha de S. Paulo, o agressor usou um cigarro para tentar detonar a bomba, mas não conseguiu. Segundo o perito criminal Ricardo Luís Lopes, Edmilson portava “uma lata de solvente com capacidade de atingir fortemente a sala”. Petistas que estavam no hall foram alertados por seguranças e correram atrás do suspeito pela rua no centro da capital paulista e o detiveram. Preso em flagrante, o autor do ataque foi levado ao 8º Distrito Policial, no Brás, e liberado em seguida.

Nas redes sociais, disse o agressor: “Foi eu quem ataquei o diretório nacional do partido dos trabalhadores e vou atacar de novo”. O presidente do PT levou uma cópia da mensagem à polícia e pediu proteção ao partido.

Aprenda a investir na bolsa