Eleições 2018

Haddad leva vantagem sobre Bolsonaro entre eleitores que rejeitam ambos

Cruzamento dos dados da última pesquisa XP/Ipespe mostra que 34% deste grupo votariam em Haddad, contra 18% a favor de Bolsonaro

SÃO PAULO – Pouco mais de um em cada quatro eleitores rejeitam tanto o deputado Jair Bolsonaro (PSL) quando o ex-prefeito paulistano Fernando Haddad (PT), hoje nomes favoritos para irem ao segundo turno na corrida presidencial. Para ser mais exato, trata-se de uma fatia de 27% do eleitorado brasileiro, segundo a última pesquisa XP/Ipespe.

Quer ganhar dinheiro nesta eleição investindo com taxa ZERO de corretagem? Abra sua conta agora na Clear

O levantamento mostrou que, a nove dias do primeiro turno, Bolsonaro mantém a liderança da corrida presidencial com 28% das intenções de voto, ao passo que Haddad chegou aos 21%, abrindo vantagem de 10 pontos percentuais sobre o terceiro colocado, Ciro Gomes (PDT), e 13 sobre Geraldo Alckmin (PSDB). Para saber mais detalhes, clique aqui.

PUBLICIDADE

A elevada distância dos líderes na pesquisa sobre seus adversários a tão pouco tempo do decisivo 7 de outubro os coloca como franco favoritos para disputarem o segundo turno 21 dias depois. Pelo levantamento de hoje, o quadro está equilibrado, em situação de empate técnico, mas com o petista numericamente à frente por 43% a 38%.

ipespe2809d

Com uma disputa tão acirrada, um fator importante a ser medido seria, entre estes 27% de eleitores que rejeitam ambos os candidatos, qual seria o comportamento adotado. Para eles, haveria uma opção “menos ruim”? Como o chamado “voto estratégico” poderia atuar neste caso?

Um cruzamento dos dados desta pesquisa pode ajudar a apresentar a fotografia de hoje para a possível disputa. Como era de se esperar, a maioria dos eleitores que dizem rejeitar ambos não se posicionam de lado nenhum na simulação de segundo turno entre eles. São 48% para o grupo dos “não votos” (composto por votos em branco, nulos e eleitores indecisos). Por outro lado, 34% destes eleitores que rejeitam ambos os candidatos declaram voto em Haddad caso a disputa seja contra Bolsonaro, ao passo que 18% optam pelo parlamentar.

O gráfico abaixo mostra a evolução das intenções de voto deste eleitorado. Vale ressaltar que, por se tratar de um grupo não simpático a nenhuma das duas candidaturas, mudanças de comportamento ao longo do tempo podem ocorrer mais facilmente, seja para votar no adversário, seja para não votar em ninguém. Mas, por enquanto, a vantagem é de Haddad.

ipespe2809c

PUBLICIDADE

Quer ganhar dinheiro nesta eleição investindo com taxa ZERO de corretagem? Abra sua conta agora na Clear