Depois da Câmara, texto vai ao Senado

Há tendência de aprovar MP e manter Auxílio Brasil em R$ 400, diz Pacheco

Governo age para impedir uma ação da oposição que tenta aumentar o benefício para R$ 600 e colocar em risco a vigência da medida provisória

Por  Estadão Conteúdo -

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou que o Congresso deve aprovar a medida provisória do Auxílio Brasil e manter o benefício com um valor mínimo de R$ 400 mensais.

A MP está em votação na Câmara. O governo age para impedir uma ação da oposição que tenta aumentar o benefício para R$ 600 e colocar em risco a vigência da medida provisória, assinada no ano passado, para aumentar o valor do pagamento.

Depois da Câmara, o texto precisa passar pelo Senado.

“Esse auxílio é fundamental e importante, naturalmente será aprovado”, disse Pacheco em entrevista a jornalistas. “Em relação ao valor, eu imagino que haja uma tendência de se manter o que foi pactuado até porque de nossa parte do Senado temos uma grande responsabilidade fiscal também.”

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe