Grupo de republicanos tenta barrar US$ 350 bilhões que sobraram do TARP a Obama

Plano volta a gerar impasse no Congresso e mostra que o novo presidente deve enfrentar linha dura para aprovar suas iniciativas

SÃO PAULO – Após o pedido formal de Barack Obama a George W. Bush pelos US$ 350 bilhões remanescentes do TARP (Troubled Asset Relief Program), informações da agência CNN apontam que um grupo do Congresso se esforça para barrar a solicitação.

De acordo com a matéria, oito partidários republicanos liderados pelo senador David Vitter já se manifestaram contra a liberação do recurso para o presidente-eleito. Após o pedido formal, Bush encaminhou uma carta ao Congresso no começo desta semana manifestando apoio ao pedido de Obama.

Eterna oposição

A aprovação do TARP foi marcada pela resistência do partido republicano, que questionava o fato dos contribuintes terem de financiar perdas de instituições financeiras. Para a imprensa internacional, tal questão pode indicar que Obama terá uma longa estrada de impasses com o Congresso caso queira apoio para seus programas de estímulo econômico.

PUBLICIDADE

Argumentando contra a solicitação, Vitter foi enfático: “não vamos dar carta-branca a outra administração fazer o que bem entende”.