Aposta

Grupo contrário a Alckmin prepara ofensiva para lançar outsider de peso para eleições

Movimento em apoio a Joaquim Barbosa é visto como contraposição aos esforços de Márcio França por aliança com governador paulista

SÃO PAULO – A ala do PSB contrária à aliança com Geraldo Alckmin (PSDB) em seus planos para disputar a presidência da República iniciou nova ofensiva em direção à possível candidatura do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa. O outsider tem sido alvo de consultas desde o ano passado, e precisaria filiar-se a um partido político até 7 de abril para estar apto a disputar a sucessão de Michel Temer.

Conforme noticia o jornal O Estado de S. Paulo nesta terça-feira (30), o grupo dos socialistas contrários à composição com os tucanos é encabeçada pelo deputado Júlio Delgado (MG) e prepara uma série de manifestos e notas de diretórios estaduais em apoio à candidatura do ex-ministro.

 Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

PUBLICIDADE

O movimento é uma contraposição aos esforços do vice-governador paulista, Márcio França, para costurar a aliança com os tucanos e viabilizar sua candidatura à sucessão de Alckmin em São Paulo. A estratégia de França seria conseguir oferecer ao governador apoio da estrutura do PSB no Nordeste, onde o tucano enfrenta maiores dificuldades para se tornar candidato competitivo. Contudo, há resistências entre os socialistas.

Segundo a reportagem, a articulação do vice-governador paulista tem incomodado Barbosa, que sustenta a integrantes da cúpula do partido que só aceita ser candidato à presidência se tiver amplo apoio na legenda. Em apoio ao ex-magistrado, o diretório do PSB em Minas Gerais puxou a fila e deverá ser acompanhado pelas representações de estados como Rio Grande do Norte, Acre e Piauí.