Espionagem

Graça Foster é convidada para audiência pública sobre espionagem da Petrobras

Comissão da Câmara dos Deputados aprovou audiência; ministro vai aos EUA cobrar explicações sobre monitoramento

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Os documentos vazados pelo ex-espião norte-americano Edward Snowden mostraram até onde a espionagem dos EUA pode chegar: na Petrobras (PETR3; PETR4). Após reportagem da TV Globo mostrar que os norte-americanos podem ter tido acesso a dados sigilosos sobre o pré-sal e a presidente Dilma Rousseff cobrar do país uma explicação, a Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados aprovou a realização de uma audiência pública para discutir o assunto.

O pedido, realizado pelo deputado Fernando Ferro (PT-PE), foi aprovado por unanimidade nesta quarta-feira (11). A presidente da Petrobras, Graça Foster, foi convidada para a audiência, assim como o ministro das Relações Exteriores, Alberto Figueiredo, e diretores da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) e da ABIN (Agência Brasileira de Inteligência).

Nesta tarde, o ministro Alberto Figueiredo reúne-se com a conselheira de Segurança Nacional dos EUA, Susan Rice, para cobrar explicações sobre as denúncias de espionagem envolvendo autoridades e cidadãos brasileiros. Na semana passada, Barack Obama comprometeu-se a explicar o monitoramento dos brasileiros, que segundo o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, é feito para garantir a segurança e combater o terrorismo.

Aprenda a investir na bolsa