Antes de recesso

Governo trabalha por votação de denúncia contra Temer entre 17 e 19 de julho, dizem fontes

Há acordo entre Presidência da Câmara e o Palácio do Planalto para que o recesso se inicie após a votação da denúncia e da Lei de Diretrizes Orçamentárias

Aprenda a investir na bolsa

(Bloomberg) — O Palácio do Planalto quer fechar o primeiro semestre legislativo com a denúncia contra o presidente Michel Temer votada no plenário da Câmara, mesmo que isso implique em um adiamento do recesso, disse um auxiliar presidencial e um parlamentar oposicionista a par das negociações.

Há acordo entre Presidência da Câmara e o Palácio do Planalto para que o recesso se inicie após a votação da denúncia e da Lei de Diretrizes Orçamentárias; seria uma espécie de recesso móvel, disseram
A Câmara dos Deputados e a Presidência da República não responderam de forma imediata aos pedidos de comentário da Bloomberg
O governo chegou a estudar a possibilidade de aguardar a apresentação de mais denúncias pelo Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, para juntá-las e fazer uma votação única
No entanto, avaliou que seria uma manobra arriscada juridicamente por ter o potencial de gerar recursos junto ao Supremo, de acordo com as fontes
Relator do pedido de autorização do processo contra Temer, deputado Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), apresentará seu voto na próxima segunda-feira
Em seguida, o advogado do presidente, Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, fará sustentação oral na Comissão de Constituição e Justiça
Nesta etapa, os integrantes da comissão poderão pedir vista por duas sessões, disse uma das pessoas
Em acordo entre os integrantes da CCJ, ficou definido que todos os 132 deputados do colegiado poderão expor seu posicionamento sobre a denúncia por 15 minutos
Outros 40 deputados não-membros da comissão poderão discursar por 10 minutos, o que poderá durar cerca de 40 horas
NOTA: Recesso dos deputados está marcado para ocorrer entre 18 e 31 julho

Esta matéria foi publicada em tempo realapara assinantes do serviço BloombergaProfessional.

Aprenda a investir na bolsa