Críticas ao governo

“Governo Temer sufoca a PF”, diz procurador da Lava Jato após suspensão de passaportes

"Nem dinheiro para a emissão de um documento necessário como o passaporte. Imagine como está a continuidade das diversas investigações pelo país", disse Carlos Fernando dos Santos Lima em post no Facebook

SÃO PAULO – Em sua página no Facebook, o procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima, um dos responsáveis pela Operação Lava Jato no Paraná, fez novas críticas ao governo de Michel Temer, desta vez destacando a suspensão pela Polícia Federal da emissão de passaportes e relacionando a notícia às investigações conduzidas pelo órgão.

“O governo Temer sufoca a Polícia Federal. Nem dinheiro para a emissão de um documento necessário como o passaporte. Imagine como está a continuidade das diversas investigações pelo país. Na Lava Jato a equipe da polícia foi significativamente reduzida. A quem isso interessa?”, escreveu no post. 

 A Polícia  Federal anunciou a suspensão de emissão de novos passaportes desde às 22h da última terça-feira (27).  Segundo a PF, a medida foi tomada devido à “insuficiência do orçamento destinado às atividades de controle migratório e emissão de documentos de viagem”.

PUBLICIDADE

O agendamento online do serviço e o atendimento nos postos da PF continuarão funcionando normalmente. Mas não há previsão para entrega dos passaportes solicitados, enquanto não for normalizada a situação orçamentária. A PF informou que acompanha atentamente a situação junto ao Governo Federal para o restabelecimento do serviço. 

Confira o post de Carlos Fernando Santos Lima: