Governo reduz projeção para o PIB e diminui despesas públicas

Projeção do crescimento econômico caiu de 4% para 3,2%; expectativa do IPCA recua e do IGP-DI aumenta

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O governo reduziu sua projeção para o PIB (Produto Interno Bruto) de 2006, para 3,2%. Também foram diminuídas as previsões para o IPCA e aumentadas as para o IGP-DI.

O anúncio foi feito através do relatório de avaliação de receitas e despesas do governo federal relativas ao quinto bimestre deste ano, divulgado nesta sexta-feira pelo Ministério do Planejamento.

No mesmo documento, foi informado um corte de R$ 486,2 milhões das despesas orçamentárias do período. Segundo a nota, R$ 480 milhões serão subtraídos do orçamento do Executivo e o restante dos outros dois poderes.

Corte no orçamento

Aprenda a investir na bolsa

O governo explicou que o corte tem como objetivo assegurar o cumprimento da meta de superávit primário deste ano, fixada em 4,25% do PIB. Além disso, a revisão foi necessária devido a um aumento dos gastos com pessoal.

Crescimento econômico

A última previsão do governo era que o país cresceria 3,70% neste ano. A expectativa para o PIB foi reduzida de R$ 2,087 trilhões para R$ 2,071 trilhões. Já o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) caiu de 3,27% para 3,10%.

A projeção para o IGP-DI (Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna), subiu de 3,77% para 3,97%.