Ganhando tempo

Governo pede ao STF a suspensão de julgamento de contas de Dilma pelo TCU

A alegação é de que o relator do caso foi parcial na condução do processo e liberou seu voto pela rejeição antes da análise das defesas da presidente

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A AGU (Advocacia Geral da União) recorreu nesta terça-feira ao STF (Supremo Tribunal Federal) para pedir a suspensão do julgamento das contas de 2014 do governo Dilma no TCU (Tribunal de Contas da União). A sessão de análise das contas está marcada para às 17h (horário de Brasília) desta quarta-feira (7).

Segundo a defesa, assinada pelo advogado-geral da União, Luis Inácio Adams, como o tribunal não respondeu até agora sobre o pedido do governo pela saída do relator do caso, a intenção agora é que o julgamento no TCU seja adiado até que haja decisão sobre o caso de Augusto Nardes. 

O mandado de segurança preventivo foi distribuído ao ministro Luiz Fux, que será o relator do caso e deve apreciar sozinho o pedido de liminar para suspender o julgamento. A alegação é de que Nardes foi parcial na condução do processo e liberou seu voto pela rejeição antes da análise das defesas da presidente.

Aprenda a investir na bolsa

Segundo o governo, Nardes não teria a imparcialidade necessária para participar do julgamento. “Tal conduta não se coaduna com a missão atribuída a um ministro da Corte de Contas, que deve guardar sigilo de seus votos até a efetiva prolação perante o colegiado, ferindo, em consequência, o juiz natural, expressão do estado democrático de direito”, diz o mandado de segurança.