Governo não prevê a criação de novos impostos, diz Bernardo

Ele afirmou que a própria presidente eleita disse que não vai mandar proposta para o Congresso sobre o assunto

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O governo federal não prevê a criação de novos impostos, afirmou nesta quinta-feira (11) o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo.

No programa Bom Dia, Ministro, ele reforçou o que disse durante o resultado das eleições da presidente Dilma Rousseff: “Ela mesma já disse que não vai mandar proposta para o Congresso Nacional e, portanto, se ninguém mais falar nesse assunto, acabou o assunto”, afirmou, segundo a Agência Brasil.

A declaração do ministro foi dada em meio a um cenário de discussões sobre a possível criação de um tributo nos moldes da CMPF (Contribuição Provisória sobre a Movimentação Financeira), para levantar mais recursos para a saúde. 

Aprenda a investir na bolsa

A CPMF
O ministro destacou que, mesmo com a perda da CPMF, o governo fez adaptações para compensar os R$ 40 bilhões a menos no Orçamento, mas não recorreu a novos tributos.

Bernardo ressaltou que o cidadão deve entender que o princípio da despesa pública é igual ao das famílias: para aumentar despesas, é preciso buscar formas de adquirir mais recursos.