Governo japonês quer incentivar idosos no trabalho

Para o governo, é necessário ver idosos como mão-de-obra valiosa, em vez de pessoas que precisam apenas de apoio e cuidados

SÃO PAULO – O governo do Japão diz que o país tem de incentivar os idosos a continuar integrando a força de trabalho. Em uma proposta divulgada na sexta-feira (08), o governo disse que a transformação do país em uma sociedade idosa é “sem precedentes”.

Para o governo, é necessário ver os idosos como mão-de-obra valiosa, em vez de pessoas que precisam apenas de apoio e cuidados. O Estado afirma que uma sociedade idosa ainda pode ser uma sociedade vibrante.

Tendências de maior longevidade

Atualmente, há mais de três pessoas em idade para trabalhar para sustentar cada pessoa com mais de 65 anos. Em 2055, este número deve diminuir de maneira significativa.

Se continuarem as tendências atuais de baixa natalidade e maior longevidade, dentro de 50 anos, duas em cada cinco pessoas terão mais de 65 anos.

O governo planeja adotar medidas específicas para tentar minimizar as dificuldades causadas por desafios demográficos como este. Entre elas, estão a promoção de emprego entre os mais idosos e ajuda às pessoas na faixa dos 50 anos de idade para formular planos para a vida após a aposentadoria.