Governo japonês lança programa para auxiliar estudantes estrangeiros

Objetivo do programa é facilitar o aprendizado da língua japonesa e, assim, melhorar o relacionamento entre os colegas

SÃO PAULO – O ministério da Educação, Ciência e Tecnologia do Japão irá lançar um programa para aumentar o número de estudantes estrangeiros nas escolas públicas do país. O objetivo é fazer com que esses alunos adquiram mais conhecimentos da língua japonesa.

Em maio de 2006 havia 70.936 pessoas de outros países estudando nas escolas do Japão. Esse número representa um aumento de 8,3% na comparação com 2005.

Desse total, 22.413 não conseguiam entender o japonês e, conseqüentemente, absorver tudo o que era ensinado.

O português falado no Brasil é a língua mais comum entre os estrangeiros, com 38% de participação. Em seguida, aparecem o chinês e o espanhol, com 20% e 15%, respectivamente.

Problemas de integração

De acordo com informações do ministério, esses estudantes, por falarem pouco ou por não saberem o japonês, enfrentam problemas de relacionamentos com os colegas e, por conseqüência, de comportamento.

Atualmente, alguns governos locais oferecem o ensino da língua japonesa para estrangeiros, em escolas públicas.

Os planos do ministério incluem um financiamento direcionado a esses governos, para que possam contratar professores que tenham fluência na língua local e em uma estrangeira.