Segundo Folha

Governo está convencido de que Cunha votará impeachment e busca base para frear processo

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, com isso, espera-se construir a partir desta semana uma base mínima de 200 deputados fiéis que impeça o avanço da tentativa de tirar a presidente do poder.

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – De acordo com as informações da coluna Painel, da Folha de S. Paulo, o núcleo do Palácio do Planalto e o PT estão convencidos de que o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), instalará um processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. 

Soma-se a isso as indicações de que a Operação Lava Jato ainda levará a um cenário de ainda mais instabilidade no Congresso Nacional, impedindo uma recomposição da base antes da crise. 

Com isso, espera-se construir, a partir desta semana, uma base mínima de 200 deputados fiéis, que impeça o avanço da tentativa de tirar a presidente do poder. 

Aprenda a investir na bolsa

O Planalto não enxerga uma saída de curto prazo para a crise e a avaliação é de que, enquanto a Operação não entrar na fase de julgamentos, será difícil estabelecer o mínimo de estabilidade. 

Aliás, de acordo com informações do mesmo jornal, Dilma se reunirá nesta semana com movimentos sociais de esquerda para mostrar respaldo social em uma ofensiva contra as manifestações anti-presidente no próximo domingo (16). Espera-se mostrar que Dilma não está isolada, apesar da crise ter aumentado.