Contas de 2014

Governo entregará defesa complementar sobre “pedaladas fiscais” às 15h30, diz advogado

No último dia 26 de agosto - um dia antes do prazo inicial -, o TCU decidiu conceder mais 15 dias para o governo explicar pontos adicionais sobre as contas do ano passado

arrow_forwardMais sobre
(Lula Marques/ Agência PT)

SÃO PAULO – Com o fim do prazo dado pelo TCU (Tribunal de Contas da União) para o governo explicar as “pedaladas fiscais” ocorrendo nesta sexta-feira (11), o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, afirmou à Bloomberg que entregará hoje às 15h30 (horário de Brasília) o que ficou faltando da defesa do governo sobre as contas de 2014.

No último dia 26 de agosto – um dia antes do prazo inicial -, o TCU decidiu conceder mais 15 dias para o governo explicar pontos adicionais sobre as contas do ano passado, após o ministro relator do processo, Augusto Nardes, ter pedido que os demais ministros votassem a respeito.

O documento inicial entregue pelo governo, no dia 22 de julho, continha 110 páginas de argumentação e outras 900 páginas de documentos anexos. Na época, Nardes disse que o TCU faria uma avaliação “técnica” da defesa apresentada pelo governo, para decidir se recomenda a aprovação ou rejeição das contas de 2014 da presidente. Porém, um mês depois foi pedido que a defesa do governo complementasse algumas informações.