Governo do Japão quer aplicar novas avaliações a alunos do ensino médio

Conselho de Educação quer aplicar provas de conhecimento para alunos que se candidatam a vagas em universidades

SÃO PAULO – Um grupo de trabalho do Conselho Central de Educação do Japão que propor novas avaliações para medir a aptidão escolar dos alunos de ensino médio do país que se candidatam a vagas em universidades.

No Japão, 40% das universidades não realizam exames escritos para selecionar novos alunos, apenas entrevistas e testes.

Por isso, os membros do conselho acreditam que deveria ser aplicada uma prova universal para todos os alunos, a fim de garantir que os mesmo tenham os conhecimentos escolares antes de ingressar em uma faculdade.

Mudanças

PUBLICIDADE

Atualmente, os testes para a entrada em universidades são feitos no último trimestre do último ano letivo, porém, com a proposta do conselho, as provas seriam realizadas no início do segundo ou terceiro ano do ensino médio.

Os resultados desses testes poderiam ser incorporados também, na nota do aluno nos exames adicionais de universidades.

Debate

Profissionais que trabalham tanto em universidades como no ensino médio estão sendo encorajados a participarem das discussões e opinar sobre os detalhes do teste e como os resultados poderiam ser aplicados em outros exames.

O sistema atual de seleção de estudantes para o ensino superior foi adotado porque os japoneses acreditavam que os exames anteriores davam muito destaque aos conhecimentos acadêmicos.