RADAR INFOMONEY Por que o mercado "gostou" do aumento na conta de luz? Assista ao programa desta terça

Por que o mercado "gostou" do aumento na conta de luz? Assista ao programa desta terça

Governo do Japão pressiona Banco Central do país a aprovar medidas de estímulo

A prioridade das medidas é a política monetária do país, que se mostra fragilizada frente à recente valorização do iene

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O governo do premiê Naoto Kan pressiona o Banco Central do Japão a se decidir rapidamente sobre uma proposta de pacote de estímulos econômicos para o país, apresentada na quarta-feira (25). As medidas visam impulsionar o crescimento do país, cuja economia foi bastante afetada pelas recentes valorizações de sua moeda.

“Os maiores problemas são o iene forte e a deflação”, disse o chefe de políticas do Partido Democrático do Japão, Koichiro Gemba, que formulou a proposta apresentada a Kan. “A prioridade é a política monetária. Gostaríamos de solicitar ao Banco do Japão para acelerar a tomada de novas medidas”, disse Gemba, falando sobre os objetivos do pacote.

A pressão sobre o Banco Central do país asiático tem sido crescente, desde que a autarquia monetária preferiu manter a taxa de empréstimos overnight, além de abster-se de introduzir novas medidas de crédito em uma reunião realizada  entre 9 e 10 de agosto. Dias depois da decisão, o iene marcou seu mais alto nível em relação ao dólar desde 1995.

Aprenda a investir na bolsa

Eleições
Ao mesmo tempo que o primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, se esforça para apoiar o crescimento da nação, ele concorrerá no próximo mês à escolha do nome que representará o Partido Democrático nas próximas eleições para seu cargo. Um de seus concorrentes é Ichiro Ozawa, que foi o segundo nome escolhido pelo Partido Democrático após a renúncia de Yukio Hatoyama, e anunciou a candidatura também na última quarta-feira.