2016 está aí...

Governo Dilma vê ameaça de “ruptura” com recessão e busca agir

Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, a equipe da presidente Dilma Rousseff  considera que será preciso resolver a crise política para que o País saia da recessão e quer medidas para retomar crescimento

SÃO PAULO – Após a divulgação dos dados do PIB do terceiro trimestre ontem pelo IBGE, que tiveram vários recordes negativos, o governo tenta buscar uma solução para que o País saia da recessão. Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, a equipe da presidente Dilma Rousseff  considera que será preciso resolver a crise política para que o País saia da recessão. 

Caso contrário, a economia vai “afundar” e o governo corre o risco de enfrentar um processo de “ruptura” no primeiro semestre de 2016. Assim, o governo precisa virar a página do ajuste fiscal, recuperando a confiança de empresários e consumidores, para que a economia também se recupere.

Se o governo não conseguir aprovar as medidas do ajuste e garantir Orçamento com superavit em 2016, afirmam assessores, haverá risco de a recessão no ano que vem ser tão forte quanto a de 2015, aumentando as pressões pelo impeachment.

PUBLICIDADE

Além dessas medidas, Dilma encomendou um conjunto de medidas focadas na agenda de retomada do crescimento para ser divulgado até o início de 2016 e os ministros do Planejamento, Nelson Barbosa, e da Fazenda, Joaquim Levy, já discutem essas ações com o setor privado.

Já para conter a crise política, o Planalto definiu que precisa encontrar uma fórmula de superar a instabilidade na base aliada. Para tanto, o governo quer reaproximar o vice-presidente Michel Temer da equipe de articulação política.

É hora ou não é de comprar ações da Petrobras? Veja essa análise especial antes de decidir: