Energia

Governo deve adiantar corte nas tarifas de energia elétrica para 2013

Equipe econômica espera diminuir os preços das tarifas em pelo menos 10% com a renovação das concessões

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O governo de Dilma Rousseff deve condicionar a renovação das concessões de usinas hidrelétricas que vencem em 2015 a uma redução nos preços das tarifas de energia a partir de 2013, de acordo com matéria publicada pela Folha de São Paulo. Com isso, a equipe econômica espera diminuir os preços das tarifas em pelo menos 10% com a renovação das concessões que, pela lei atual, teriam que ser colocadas em leilão. 

Segundo a publicação, a  intenção é enviar uma MP ( Medida Provisória) ao Congresso ainda no mês de agosto. Por meio dessa MP, ainda em etapa final de edição, o governo espera atender no curto prazo o pedido dos empresários de reduzir o custo de energia no país. Caso fosse aguardar a renovação no prazo original, apenas após de 2015 a medida em elaboração teria efeito prático.

De acordo com dados da Anatel (Agência Nacional de Energia Elétrica), em 2015, vencem concessões de usinas que respondem por 22% da capacidade de geração de energia instalada no país, ou seja, 18.227 megawatts de um total de 82.617 MW. 

Aprenda a investir na bolsa