Plano São Paulo

Governo de São Paulo atualiza regras do plano de flexibilização do estado

A mudança é referente ao afrouxamento no índice mínimo de ocupação dos leitos de UTI para que um município mude de fase no Plano São Paulo

(Reprodução/YouTube)

SÃO PAULO – Nesta segunda-feira (27), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou novas regras para o plano de flexibilização da quarentena nos municípios do Estado de São Paulo.

A principal mudança refere-se ao índice mínimo de ocupação dos leitos de UTI necessário para que um município mude de fase no Plano São Paulo. As autoridades paulistas concluíram que as regras atuais do Plano obrigam leitos a permanecer abertos sem necessidade e dificultam o avanço de regiões para fases menos restritivas.

Doria referiu-se às novas regras do Plano São Paulo como “recalibragem técnica” e afirmou que “o objetivo é aprimorar o Plano para torná-lo mais eficiente e adequado à realidade que vivemos na pandemia”, afirmou o governador durante a 100ª coletiva de imprensa sobre medidas de combate ao novo coronavírus no Palácio dos Bandeirantes.

PUBLICIDADE

Com as novas regras, para que um município possa passar à fase verde, a fase menos restrita, a taxa de ocupação das UTIs deve estar abaixo dos 70%, e não abaixo dos 60%, como era anteriormente. Para as fases laranja e amarela, a ocupação de leitos deverá ser de até 80%. Qualquer ocupação acima desse número obriga o município a estar na faixa vermelha – com mais restrições às atividades.

Além disso, para um município chegar à fase verde, ele não pode ter mais de 40 internações por 100 mil habitantes e mais de cinco mortes a cada 100 mil habitantes. Segundo a última atualização do Plano São Paulo, nenhum município passou para a fase verde, mas três regiões evoluíram para fases mais brandas: Araçatuba, Araraquara e Campinas.

Para avaliar a situação do seu município, basta acessar o site do Plano São Paulo.

Segundo Patrícia Ellen, secretária de Desenvolvimento Econômico de São Paulo, cada região precisa estar pelo menos quatro semanas na fase amarela antes de evoluir para a fase verde.

Para a secretária, os três pontos abordados nesta atualização são: os critérios de estabilidade nas avaliações de cada região; a liberação da capacidade hospitalar; e mudanças na régua de indicadores — especialmente da fase amarela para a verde.

Segundo o governador, o número de óbitos diminuiu 27% na última semana na capital paulista – o que ajudou a baixar os números totais do estado de São Paulo em 4%. Nas cidades do interior, porém, houve um aumento de 16%.

De acordo com Jean Gorinchteyn, secretário de Saúde de São Paulo, o estado paulista registrou, desde o começo da pandemia, 487.654 casos confirmados de Covid-19 e 21.676 óbitos.

Ainda segundo o secretário, a taxa de ocupação dos leitos de UTI é de 63,6% na Grande São Paulo e 65,9% no estado como um todo.

Dos 645 municípios do estado, 638 registraram ao menos uma pessoa contaminada, enquanto 455 cidades contabilizaram ao menos uma vítima da doença.

Newsletter InfoMoney – Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.