Política

Governo corrige cálculo e piora projeção de impacto de recuo de Temer na Previdência

Durante a tarde o governo afirmou que o impacto seria em média de 10% entre 2018 e 2027

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – As mudanças na reforma da Previdência anunciadas nesta quinta-feira (6), reduzem a economia prevista com a proposta em média em 17% em dez anos, informou a Casa Civil. Durante a tarde o governo afirmou que o impacto seria em média de 10% entre 2018 e 2027.

Com a correção, a economia esperada após a aprovação da reforma será reduzida em R$ 115,26 bilhões nos próximos 10 anos. O governo previu com a proposta enviada ao Congresso uma economia de R$ 678 bilhões com o pagamento de benefícios assistenciais e do INSS.

Mais cedo, o relator da reforma da Previdência, Arthur Maia (PPS-BA), comunicou que cinco pontos da proposta de reforma da Previdência, que envolvem regras de transição, medidas para trabalhadores rurais, pensões e aposentadorias especiais e regras de benefícios de prestação continuada, serão alterados.

PUBLICIDADE

Em coletiva de imprensa, Maia afirmou que, apesar das mudanças, a PEC da Previdência vai manter o equilíbrio fiscal do país. Já o deputado Carlos Marun afirmou que o relatório será lido no dia 18 de abril.

(Com Agência Estado)