Pressão

Governo convoca reunião para “enquadrar” aliados infiéis na Câmara; veja lista dos “rebeldes”

Conforme conta a Folha de S. Paulo, aliados de Temer teriam ficado irritados com o PROS, que tem cinco parlamentares e quatro votaram contra a reforma

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A equipe do governo do presidente Michel Temer avisou aos líderes de partidos aliados, ao final da votação da reforma trabalhista na Câmara dos Deputados na véspera, que haveria reunião na tarde desta quinta-feira (27) no Planalto para tratar da infidelidade de parlamentares da base aliada e exonerações de nomes indicados a cargos no governo. As informações foram dadas pela coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo.

Conta o jornal que aliados de Temer teriam ficado irritados com o PROS, que tem cinco parlamentares e quatro votaram contra a reforma. As legendas com maior taxa de fidelidade foram o DEM, do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ), com nenhum registro de voto contrário, e o PSDB, com apenas um voto contrário ao texto-base da reforma trabalhista. O PMDB, partido de Temer, teve sete defecções dentro de um universo de 59 votantes.

Confira a lista dos deputados membros da base aliada, mas que votaram contra o governo:

Aprenda a investir na bolsa

PMDB (7/59)
Celso Pansera RJ Não
Cícero Almeida AL Não
José Fogaça RS Não
Simone Morgado PA Não
Veneziano Vital do Rêgo PB Não
Vitor Valim CE Não
Zé Augusto Nalin RJ Não

PP (9/43)
Afonso Hamm RS Não
Beto Salame PA Não
Conceição Sampaio AM Não
Dimas Fabiano MG Não
Eduardo da Fonte PE Não
Esperidião Amin SC Não
Jorge Boeira SC Não
Renato Andrade MG Não
Rôney Nemer DF Não

PPS (3/9)
Arnaldo Jordy PA Não
Carmen Zanotto SC Não
Eliziane Gama MA Não

PR (7/35)
Adelson Barreto SE Não
Cabo Sabino CE Não
Christiane de Souza Yared PR Não
Delegado Waldir GO Não
Marcelo Álvaro Antônio MG Não
Tiririca SP Não
Zenaide Maia RN Não

PRB (4/19)
Dejorge Patrício RJ Não
Jony Marcos SE Não
Lincoln Portela MG Não
Ronaldo Martins CE Não

PSB* (16/30)
Bebeto BA Não
Danilo Cabral PE Não
Flavinho SP Não
Gonzaga Patriota PE Não
Heitor Schuch RS Não
Janete Capiberibe AP Não
JHC AL Não
Jose Stédile RS Não
Júlio Delgado MG Não
Keiko Ota SP Não
Leopoldo Meyer PR Não
Luana Costa MA Não
Luciano Ducci PR Não
Rafael Motta RN Não
Tadeu Alencar PE Não
Valadares Filho SE Não

PUBLICIDADE

PSC (2/10)
Irmão Lazaro BA Não
Júlia Marinho PA Não

PSD (5/34)
Antonio Brito BA Não
Expedito Netto RO Não
Fábio Mitidieri SE Não
José Nunes BA Não
Stefano Aguiar MG Não

PSDB (1/44)
Geovania de Sá SC Não

PTB (4/17)
Arnaldo Faria de Sá SP Não
Deley RJ Não
Sabino Castelo Branco AM Não
Sérgio Moraes RS Não

PTN (5/12)
Ademir Camilo MG Não
Antônio Jácome RN Não
Bacelar BA Não
Dr. Sinval Malheiros SP Não
Luiz Carlos Ramos RJ Não

Solidariedade (8/13)
Augusto Carvalho DF Não
Aureo RJ Não
Carlos Manato ES Não
Delegado Francischini PR Não
Laudivio Carvalho MG Não
Major Olimpio SP Não
Paulo Pereira da Silva SP Não
Zé Silva MG Não

* Apesar de ser da base governista, a cúpula do PSB fechou questão contra a reforma trabalhista

Confira como votaram os deputados de partidos considerados “independentes” do governo:

PUBLICIDADE

PEN (1/3)
Walney Rocha RJ Não

PHS (4/6)
Carlos Andrade RR Não
Dr. Jorge Silva ES Não
Givaldo Carimbão AL Não
Pastor Eurico PE Não

PMB (1/1)
Weliton Prado MG Não

PROS (4/5)
Eros Biondini MG Não
Felipe Bornier RJ Não
Odorico Monteiro CE Não
Ronaldo Fonseca DF Não

PSL (1/2)
Dâmina Pereira MG Não

PTdoB (3/4)
Cabo Daciolo RJ Não
Rosinha da Adefal AL Não
Silvio Costa PE Não

PV (2/6)
Roberto de Lucena SP Não
Uldurico Junior BA Não