Governadores do Sudeste querem barrar a reforma tributária

Segundo Serra, momento de grande instabilidade não é oportuno para medida, que pode afetar receitas dos governos

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em meio aos diversos percalços que cercam esse momento de grande instabilidade econômica, a decisão sobre a reforma tributária pode ficar para depois, pelo menos na visão dos governadores do Sudeste.

Os governadores da região resolveram pressionar o Congresso para barrar a tramitação do projeto. Segundo eles, existe um forte receio de que as mudanças na proposta pretendidas pela reforma afetem as receitas do Governo, em um momento de crise.

As preocupações com o aumento das despesas correntes dos estados, foram responsáveis pela reunião realizada na última quinta-feira (30) em Brasília, que teve como resultado a formação de uma ação conjunta para impedir que senadores e deputados aprovem o projeto.

Momento instável

Aprenda a investir na bolsa

De acordo com o governador José Serra (PSDB), “a atual conjuntura não favorece iniciar imediatamente um projeto de reforma tributária sem antes avaliar muito bem a nova conjuntura e seus impactos sobre as receitas”.

Os participantes da reunião defenderam também uma ação mais incisiva por parte do Banco do Brasil, assim como da Caixa Econômica Federal para tentar reestabelecer as condições do crédito no País.