Governador de SP e ministro da justiça vão se reunir para discutir onda de violência

"O governo federal vai ajudar e levará essa ajuda até o último limite", afirmou Márcio Thomaz Bastos

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O ministro da justiça, Márcio Thomaz Bastos, vai se reunir no fim da tarde desta segunda-feira, dia 15 de maio, com o governador de São Paulo, Cláudio Lembo, para discutir medidas para acabar o mais rápido possível com a onda de violência iniciada pela facção PCC (Primeiro Comando da Capital).

O ministro reiterou plena confiança que o governo de São Paulo vai controlar a situação. No entanto, disse que vai oferecer apoio das “forças federais” e colocar a disposição o trabalho de inteligência da Polícia Federal e das Forças Armadas. “O governo federal vai ajudar e levará essa ajuda até o último limite”, afirmou. As informações são da Agência Brasil.

Números preliminares dos atentados

Desde sexta-feira da última semana, o estado de São Paulo registrou 180 ataques contra prédios públicos, bases comunitárias da polícia e servidores das corporações militares e civis estaduais, incluindo 56 ônibus e oito bancos, informa a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.

Aprenda a investir na bolsa

Até o momento, 91 criminosos foram presos e 38 foram mortos pela polícia. A secretaria informa ainda que 22 policiais militares, seis policiais civis, três guardas metropolitanos, oito agentes de segurança e quatro cidadãos teriam morrido em confronto. Cerca de 34 policiais teriam se ferido.

Das 65 rebeliões em presídios registradas em todo o estado, 29 ainda não teriam sido controladas e um total de 117 pessoas ainda estariam sob a tutela dos criminosos.