Presidente do TSE

Gilmar Mendes pede cassação do registro do PT

Presidente do TSE afirma que há indícios de que o PT foi indiretamente financiado pela Petrobras, que é uma sociedade de economia mista, o que é proibido pela legislação eleitoral

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Gilmar Mendes, determinou na sexta-feira abertura de representação contra o PT pedindo a cassação do registro do partido. O processo foi encaminhado à corregedora-geral eleitoral, Maria Theresa Assis Cavalcanti, que fará a análise do caso.

Gilmar afirma que há indícios de que o PT foi indiretamente financiado pela Petrobras, que é uma sociedade de economia mista, o que é proibido pela legislação eleitoral. A abertura do processo tem como base investigação das contas da campanha de 2014 da presidente afastada, Dilma Rousseff.

As contas da campanha foram aprovadas com ressalvas pelo TSE. Porém, Gilmar Mendes decidiu apurar diversas despesas a pedido do PSDB. Foram apontadas fornecedoras sem “capacidade operacional” para prestação de serviços e evidências de que empresas “aparentemente de fachada foram contratadas por valores exorbitantes e desproporcionais”.

Em  comunicado à imprensa, o PT informou: “O PT não tem conhecimento de nenhum pedido de cassação de seu registro e não vê motivos para adoção desta medida, pois todas as suas operações financeiras são feitas dentro da legalidades.”