Troca de farpas

Gilmar Mendes contesta Ernesto Araújo via Twitter e o acusa de propagar notícias falsas

Ministro do STF respondeu a uma postagem de Araújo em que o chanceler criticava uma reportagem da rede de TV CNN Internacional sobre a epidemia no Brasil

BRASÍLIA (Reuters) – O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes discutiram, via Twitter, com Mendes acusando o chanceler de propagar notícias falsas ao repetir a informação de que o governo federal foi impedido de agir em relação a medidas de controle da Covid-19 por decisão da corte.

Em inglês, o ministro do STF respondeu a uma postagem de Araújo, também em inglês, em que o chanceler criticava uma reportagem da rede de TV CNN Internacional sobre a epidemia no Brasil.

“Fake news! Aqui está o fato verdadeiro: a Suprema Corte do Brasil decidiu que as administrações federal, estaduais e municipais têm a autoridade de adotar medidas de distanciamento social. Todos os níveis de governo são responsáveis pelo desastre que estamos enfrentando”, escreveu o ministro em resposta a Araújo.

Em seus tuítes originais, o chanceler criticou a reportagem da emissora norte-americana afirmando que depois da decisão do STF, em abril de 2020, “governadores, não o presidente, têm, na prática, toda a autoridade para fixar e administrar todas as medidas de distanciamento social”.

A desculpa tem sido usada de forma recorrente pelo presidente Jair Bolsonaro e por seus defensores para dizer que foi impedido de agir e culpar os governadores pela gestão da epidemia no país.

Na verdade, a decisão do STF afirma que as responsabilidades são concorrentes e divididas entre governo federal, Estados e municípios, e deu a governadores e prefeitos o direito de tomar medidas mais duras. Contrário ao fechamento do comércio e à restrição de circulação, Bolsonaro passou a atacar governadores e também o STF.

As acusações infundadas à corte ficaram sem resposta até janeiro deste ano, quando o ministro Luiz Fux, presidente do STF, divulgou uma nota contestando mais uma onda de acusações por parte de Bolsonaro.

Depois da crítica do ministro do STF, Araújo respondeu com mais um tuíte, novamente em inglês, pedindo que Mendes lesse novamente o que escreveu e afirmando que quis dizer que “na prática”, com a decisão do STF, os governadores “tomaram todas as medidas que quiseram” e que o governo federal “pagou a conta”.

Receba o Barômetro do Poder e tenha acesso exclusivo às expectativas dos principais analistas de risco político do país
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.