Eleições e mercado

“Ganhei em 2002 e 2006 e não pedi voto para o mercado”, ironiza Lula

"Hoje eu ouvi dizer que o mercado está nervoso porque a Dilma vai ganhar. Dilma ganhou em 2010 e não pediu voto pro mercado. A gente pede voto é pras pessoas", afirmou o ex-presidente em Itapevi

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Em discurso realizado hoje em Itapevi (SP), Lula afirmou que nunca pediu voto para o mercado, referindo-se à queda da Bolsa com a alta da presidente Dilma Rousseff nas pesquisas. Ontem, repercutindo o Datafolha, o Ibovespa teve a sua maior queda em três anos, despencando 4,52%. 

Hoje eu ouvi dizer que o mercado está nervoso porque a Dilma vai ganhar. Ganhei em 2002 e 2006 e não pedi voto para o mercado. Dilma ganhou em 2010 e não pediu voto pro mercado. A gente pede voto é pras pessoas”. 

O ex-presidente da República destacou ainda os feitos do seu governo. “Diziam que não podia aumentar o salário porque era inflacionário” e que “precisou chegar à presidência um torneiro mecânico para ser o que mais fez universidade na história do País”. 

PUBLICIDADE

“Diziam que o bolo tinha que crescer para dividir. E o povo nunca via esse bolo sendo dividido”, destacou o presidente.