MERCADOS AO VIVO Taxa de desemprego no Brasil atinge recorde de 14,6% no 3º trimestre, diz IBGE

Taxa de desemprego no Brasil atinge recorde de 14,6% no 3º trimestre, diz IBGE

Gabrielli: “Fico na Petro até 31 de dezembro. Depois a decisão é de Dilma”

Presidente da estatal diz que não discutiu permanência na estatal com a presidente eleita, e despista sobre política econômica

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, não deu pistas sobre se fica ou não no cargo no governo de Dilma Rousseff.

“Fico até dia 31 de dezembro, o presidente não vai me demitir até lá. Depois, a decisão é de Dilma”, disse o executivo, informando que não discutiu a permanência na estatal com a presidente eleita. Perguntado sobre se gostaria de ficar no cargo, a resposta foi a mesma. “Vai depender da presidente”. Idem para a pergunta sobre a possibilidade de ocupar um cargo no governo da Bahia.

Gabrielli também não quis comentar sobre a possível política monetária e econômica do novo governo. “Não faço parte da equipe econômica do governo, não posso falar sobre taxa de juro ou inflação”.

Aprenda a investir na bolsa