Furlan eleva projeção para saldo comercial e mantém boas perspectivas para PIB

Aposta agora é de um superávit em torno de US$ 44 bilhões e US$ 45 bilhões; números contrastam com os do mercado

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Classificando os dados de julho e agosto como surpreendentes, o Ministro do Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan, comunicou nesta segunda-feira (11) que suas projeções para o saldo da balança comercial neste ano apontam agora para um superávit em torno de US$ 44 bilhões e US$ 45 bilhões. A previsão anterior era de US$ 42 bilhões.

“Apesar do grande crescimento das importações, entendemos que continua havendo uma grande vitalidade em alguns setores das exportações”, avalia Furlan. Detalhes sobre as novas projeções para os volumes de importação e exportação, no entanto, não foram revelados.

As projeções anteriores apontavam para importações totais de US$ 90 bilhões neste ano e exportações de US$ 132 bilhões.

Projeções contrastam com as do mercado

Aprenda a investir na bolsa

Em complemento, Luiz Fernando Furlan disse ainda acreditar que a economia brasileira vai crescer 4,0% neste ano, a despeito dos fracos números do segundo trimestre. “Acho que o terceiro trimestre vai mostrar uma retomada do vigor do crescimento e a partir daí nós poderemos ter um prognóstico mais preciso do PIB de 2006”.

As projeções do ministro contrastam com as do mercado. Divulgado nesta manhã, o relatório Focus do Banco Central mostrou que analistas e gestores esperam superávit comercial de US$ 42,80 bilhões neste ano. Já para o crescimento econômico, as projeções são de 3,2%.