AO VIVO Por Dentro dos Resultados: CEO e CFO do Fleury falam sobre o balanço da rede de laboratórios; assista

Por Dentro dos Resultados: CEO e CFO do Fleury falam sobre o balanço da rede de laboratórios; assista

Veja os maiores

Fundador da Grendene é maior doador individual da eleição; Neca Setúbal é 3ª com R$ 2 mi

Alexandre Bartelle Grendene doou R$ 2,4 milhões para as campanhas; Neca Setúbal doou R$ 2 milhões para Marina Silva e aliados

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Grandes nomes da indústria e do empresariado brasileiros também fazem doações para candidatos nas eleições de 2014. De acordo com informações do jornal O Estado de S. Paulo, o maior doador individual é um dos fundadores da Grendene (GRND3), Alexandre Bartelle Grendene, que doou R$ 2,4 milhões para as campanhas. 

Suas doações se concentram em dois estados onde a Grendene tem mais interesse, o Ceará, onde possui a maior fábrica, e o Rio Grande do Sul, onde fica a sede administrativa da empresa. 

Já o segundo maior doador é Marcelo Beltrão de Almeida (PMDB-PR) é suplente de deputado federal e concorre a uma cadeira no Senado. Ele é herdeiro de uma das maiores empreiteiras do País, a CR Almeida – e doadora de R$ 9,4 milhões nestas eleições, sendo que maior doação do candidato a senador foi para si próprio: R$ 2,2 milhões.

Aprenda a investir na bolsa

Em terceiro lugar, está Neca Setúbal, que é integrante do programa de governo de Marina Silva. Neca doou cerca de R$ 2 milhões a candidatos do PSB (16), PV (3), PDT (2) e PPS (1). As maiores doações foram de R$ 200 mil – além de Marina, os candidatos a deputado federal em São Paulo (José Gustavo Fávaro) e Tocantins (Rafael Boff), e o candidato a governador do PSB no Amazonas, Marcelo Ramos Rodrigues receberam este valor. A acionista do Itaú virou alvo da presidente Dilma Rousseff (PT) por ter doado R$ 1 milhão para um instituto fundado por Marina em 2013; a presidente disse que não era “bancada por banqueiros”, o que também suscitou reações de Marina Silva. Procurada pelo Estadão, Neca afirmou que não pretendia mais doar para as campanhas.

Completando o ranking, estão outros empresários da Grendene. Pedro Grendene Bartelle (R$ 1,5 milhão), Maria Cristina (R$ 1 milhão), Pedro Bartelle (R$ 625 mil) e Giovana Bartelle Velloso (R$ 375 mil). Juntos, os quatro doaram R$ 5,9 milhões. Como pessoa jurídica, a Grendene doou R$ 1,7 milhão.

(Com Agência Estado).