Internacional

Fotógrafo brasileiro vencedor do Pulitzer ataca Globo e critica “golpe” no Brasil

"Eu sou do Brasil e tenho certeza de que todos que estão aqui sabem o que está acontecendo lá", disse Maurício Lima

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Vencedor do Pulitzer de 2016 na categoria “Fotografia noticiosa”, o brasileiro Maurício Lima chamou atenção com seu discurso na cerimônia de entrega do prêmio do Overseas Press of America (OPC), em Nova York. Em sua fala, ele não só agradeceu aos refugiados que o acolheram durante seu trabalho, como aproveitou para criticar o cenário político brasileiro e afirmar que é contra o “golpe”.

O fotógrafo venceu por seu trabalho sobre a crise dos refugiados realizado para o jornal americano “The New York Times”. Lima encerrou o seu discurso de agradecimento com referências à crise política brasileira. “Eu sou do Brasil e tenho certeza de que todos que estão aqui sabem o que está acontecendo lá”.

Neste momento, Lima levantou um panfleto com a inscrição “Golpe Nunca Mais”, escrita com o símbolo da Rede Globo no lugar da letra “o”. “Gostaria de expressar o meu apoio à liberdade de expressão e à democracia, que é exatamente o que não está acontecendo no Brasil neste momento. Sou contra o golpe”, continuou, para em seguida encerrar sua fala.

Com voz embargada, o fotógrafo agradeceu aos colegas de trabalho que dividiram a assinatura do projeto sobre a crise migratória, e passou a maior parte do discurso agradecendo a uma família síria que o recebeu em sua casa durante os dias em que esteve no país. O fotógrafo acompanhou a saga dos sírios até a Suécia, onde a família vive hoje.

Veja o vídeo, em inglês: