Ao vivo

Forças Armadas, Previdência e contribuição sindical: a estreia da live semanal de Bolsonaro

Presidente realizou um ao vivo nas redes sociais e se comprometeu a fazer novos eventos toda quinta-feira

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Com a promessa de uma série de vídeos semanais, o presidente Jair Bolsonaro realizou uma live no Facebook no fim da tarde desta quinta-feira (7) para levantar um apanhado de informações do governo. Entre novidades sobre a Previdência, fim de lombadas eletrônicas e vacinação, ele também aproveitou para explicar sua declaração às Forças Armadas nesta manhã.

Logo de início, Bolsonaro disse que foi mal interpretado e que as declarações foram distorcidas pela imprensa. Ao lado do presidente, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, disse que as Forças Armadas são um “pilar da democracia e da liberdade”.

“Essa não é uma fala polêmica, as suas palavras foram de improviso e foram colocadas exatamente para aqueles que amam sua pátria, e que vivem diariamente a manutenção da democracia e da liberdade”, disse Heleno.

PUBLICIDADE

“De acordo com a tendência das Forças Armadas, de acordo com a determinação, isso acaba sendo o fator fundamental do regime político do país, e no caso do Brasil, é claro que as Forças Armadas são um pilar da democracia e da liberdade”, continuou o ministro.

Em seguida, Bolsonaro passou a falar sobre a reforma da Previdência e disse que os parlamentares irão se aposentar com o teto do INSS, ressaltando que o objetivo da proposta é acabar com as desigualdades. O porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, também participou da live.

O presidente também comentou sobre a Medida Provisória que prevê o fim do desconto em folha da contribuição sindical. “O sindicato vai ter que emitir boleto e o trabalhador que achar que o sindicato está fazendo um bom trabalho, vai lá e paga. Esperamos que o Parlamento aprove essa medida, que fará justiça para todos”, explicou.

Após estes dois assuntos, Bolsonaro passou a fazer um giro rápido sobre diversos assuntos do governo. Ele afirmou que irá acabar com as lombadas eletrônicas no país e criticou o excesso de radares nas estradas, indicando que muitos deles não são feitos para diminuírem os acidentes, e sim para arrecadação com multas.

No fim, questionado por um internauta sobre a “abertura do BNDES”, Bolsonaro afirmou que terá uma “aula” para entender melhor as questões do banco de desenvolvimento e que chamará o presidente do banco, Joaquim Levy, para uma reunião.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos

PUBLICIDADE

“Se você não entender de economia e entrar no site para saber quanto o Brasil emprestou para fazer o porto de Miami e Cuba, você vai passar o dia todo lá e não vai encontrar”, disse.

A ideia do presidente é realizar lives semanais todas as quintas-feiras às 18h30 (horário de Brasília). Bolsonaro ainda se comprometeu a fazer um ao vivo mesmo que esteja em viagem ao exterior. O evento de hoje foi acompanhado por cerca de 85 mil pessoas.

Confira na íntegra a live realizada por Bolsonaro: