Fortuna

Forbes lista cinco políticos mais ricos do Brasil

A revista destacou ainda a corrupção no Brasil e afirma que apesar dos escândalos os brasileiros continuam elegendo os políticos corruptos

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A revista norte-americana Forbes listou os políticos mais ricos do Brasil. Segundo o veículo, os políticos brasileiros estão entre os mais bem pagos e menos produtivos no mundo.

A Forbes destacou também a corrupção no País, afirmando que os escândalos políticos se tornaram comuns, mas mesmo assim os brasileiros continuam elegendo os corruptos. A revista diz que no Brasil há um ditado comum sobre os políticos envolvidos em escândalos “rouba, mas faz.”

“É um círculo vicioso. Brasileiros detestam principalmente os políticos, mas eles continuam elegendo as mesmas pessoas para cargos políticos”, afirma a Forbes. Um exemplo apontado é José Sarney, cuja família governa a mais de cinco décadas o estado mais pobre do País, mesmo estando envolvido pelos escândalos políticos.

Aprenda a investir na bolsa

“Nesse meio tempo, Sarney e sua família conseguiram tornar-se uma das mais ricas entre os políticos do país, com um patrimônio líquido total estimado pela mídia brasileira acima de US$ 100 milhões”

Antes da vida pública
Apesar de apontar a corrupção brasileira, a revista afirma que muitos dos políticos construíram sua fortuna antes de entrarem na vida pública. Eles são donos de companhias abertas, que requerem uma maior transparência e governança corporativa mais rigorosa, e por isso a necessidade de se manterem longe de escândalos.

Ao todo, os cinco citados da reportagem apresentam um patrimônio estimado de quase US$ 3,2 bilhões. Veja quem são:

Lirio Albino Parisotto: segundo a Forbes, o político mais rico do Brasil tem um patrimônio estimado em US$ 1,9 bilhão. Parisotto, que foi eleito como suplente de senador com Eduardo Braga (PMDB-AM), é um dos maiores investidores do mercado ações do Brasil.

Nascido no sul do Brasil, ele mora atualmente em Manaus. Em 2010, ele foi convidado por Braga para participar de sua chapa eleitoral. O político é dono de uma produtora de vídeo e áudio, a Videolar. Parissotto afirma que entrou na política para acabar com a pirataria.

Blairo Borges Maggi: em segundo lugar no ranking, sua fortuna é estimada em US$ 960 milhões. A Forbes afirma que é um dos homens mais poderosos da agricultura no Brasil. Atualmente, ele é senado no Mato Grosso e já foi governador do estado. Maggi é um dos donos do Grupo Andre Maggi, a maior produtora de soja do mundo.

PUBLICIDADE

Marcelo Beltrão de Almeida: com uma fortuna estimada em US$ 200 milhões, ele ocupa o terceiro lugar no ranking. Filho do fundador da CR Almeida, uma das maiores construtoras do País, atualmente é deputado federal. O político estaria cogitando concorrer a uma vaga para o Senado após o final de seu mandato.

Otaviano Olavo Pivetta: o prefeito de Lucas do Rio Verde, uma pequena cidade no estado do Mato Grosso, tem uma fortuna estimada em US$ 100 milhões. Eleito em 2008, Pivetta foi reeleito em 2012. Após a eleição, ele foi acusado de compra de votos durante a sua campanha, mas foi inocentado de todas as acusações por Tribunal Superior Eleitoral do Brasil no ano passado. O político é o maior acionista da Vanguarda Agro, um dos maiores produtores de grãos o Brasil.

Paulo Maluf: com uma fortuna estimada em US$ 33 milhões, o deputado federal aparece em quinto lugar no ranking. A Forbes afirma que Maluf é uma importante figura política do Brasil e que está na lista da Interpol, por acusações de participação em esquema de propina. Ex-governador e prefeito de São Paulo ele foi acusado de corrupção ao longo de quatro décadas de sua carreira política, “embora nunca tenha sido condenado pelos tribunais brasileiros.”

Sua família é controladora da Eucatex, um dos maiores fornecedores de materiais para as indústrias de construção e de móveis do Brasil.