Focus: olhando para 2010, mercado eleva projeções para inflação e taxa Selic

IPCA deve terminar 2009 a 4,26% e 2010 a 4,48%, enquanto juro básico deve ser elevado para mais de 10,5% no próximo ano

SÃO PAULO – Ao mesmo tempo em que o mercado aumentou as expectativas de inflação para o ano que vem, as projeções de alta da taxa Selic também foram elevadas. As informações são do relatório Focus, divulgado nesta segunda-feira (7) pelo Banco Central do Brasil.

As estimativas para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor – Amplo) em 2009 passaram de 4,25% para 4,26%. Já para o próximo ano, as projeções marcaram o terceiro aumento consecutivo, de 4,45% para 4,48%.

Ao mesmo tempo, o mercado prevê um aumento da taxa Selic dos atuais 8,75% ao ano para patamares acima de 10,50% ao ano ao final de 2010. Dessa forma, a mediana das estimativas contidas no relatório passou de 10,50% para 10,63% ao ano.

PIB

PUBLICIDADE

Em relação ao PIB (Produto Interno Bruto), as expectativas permanecem em torno de crescimento de 0,20% para 2009. Se o documento divulgado na semana passada havia mostrado um recuo de 0,01 ponto percentual nas projeções, a atualização desta sessão indicou variação positiva da mesma magnitude, apontando crescimento de 0,21%.














































































































Novembro/2009 2009 2010
27/11 Atual 27/11 Atual 27/11 Atual
IPCA 0,35% 0,35% 4,25% 4,26% 4,45% 4,48%
IGP-DI 0,21% 0,21% -0,84% -0,84% 4,50% 4,50%
IGP-M -1,17% -1,17% 4,50% 4,50%
IPC-Fipe 0,32% 3,93% 3,88% 4,40% 4,45%
PIB0,20%0,21%5,00%5,00%
Balança ComercialUS$ 25,00 biUS$ 25,00 biUS$ 13,00 biUS$ 12,00 bi
Saldo em Conta CorrenteUS$ -17,52 biUS$ -18,00 biUS$ -36,00 biUS$ -37,00 bi
Investimento EstrangeiroUS$ 25,00 biUS$ 25,00 biUS$ 35,00 biUS$ 35,00 bi
Taxa de CâmbioR$ 1,72R$ 1,70R$ 1,70R$ 1,75R$ 1,75
Dívida Líquida Setor Público (% PIB)44,05%44,30%42,35%42,50%
Produção Industrial-7,72%-7,73%6,88%6,85%
Taxa Selic8,75%8,75%10,50%10,63%

Fonte: Banco Central

O Focus

O relatório Focus é um informe que relata as projeções do mercado com base em consulta a aproximadamente cem instituições financeiras durante a semana anterior.

As projeções referem-se às principais variáveis macroeconômicas brasileiras esperadas para o mês de novembro, assim como para os anos de 2009 e 2010.