FMI alerta sobre a retirada de estímulos da economia neste momento

Diretor gerente do Fundo afirma que retirar estímulos agora pode comprometer crescimento econômico no próximo ano

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Nesta segunda-feira (19), o FMI (Fundo Monetário Internacional) advertiu alguns países quanto a cancelar medidas monetárias e fiscais tomadas para enfrentar a recessão global.

Em uma conferência no México, o vice-diretor gerente do FMI, John Lipsky, afirmou que “ainda não é hora de assumir riscos com a retirada de estímulos”. De acordo com a organização internacional, retirar estes incentivos no momento errado pode fazer com que a economia volte a crescer pouco no próximo ano.

Injeção de capital

Durante o ano todo, bancos centrais e governos de todo o mundo injetaram capital em sua economia para incentivar uma recuperação econômica. Alguns países foram criticados por conta destas medidas.

PUBLICIDADE

Lipsky ressalta a importância da cautela antes de voltar atrás em algumas decisões, mas não foi específico quanto a estímulos monetários ou fiscais. O vice-diretor gerente do Fundo ainda afirma que “as estimativas de crescimento no próximo ano contam com uma série de medidas de estímulo que já foram prometidas para o próximo ano”.