RADAR INFOMONEY AO VIVO Império X, de Eike Batista, volta ao radar, com OSX subindo até 67% com fim da RJ; mas as ações têm futuro?

Império X, de Eike Batista, volta ao radar, com OSX subindo até 67% com fim da RJ; mas as ações têm futuro?

Testemunha

Filho de Lula pede dispensa para não encarar Sérgio Moro em julgamento marcado em maio

"Lulinha" foi convocado para testemunhar no caso do sítio Atibaia, onde Lula é acusado por corrupção e lavagem de dinheiro por envolvimento com a Odebrecht

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mais conhecido como “Lulinha”, enviou na última quita-feira (26) um pedido de dispensa para comparecer em audiência marcada para 7 de maio que será conduzida por Sérgio Moro. Fábio Luis Lula da Silva foi convocado para testemunhar no caso do sítio Atibaia, em que Lula é acusado por corrupção e lavagem de dinheiro por envolvimento com a Odebrecht.

De acordo com reportagem do Estadão, a defesa de “Lulinha” usa como argumento a decisão da última terça-feira (24) proferida pelo STF (Supremo Tribunal Federal), qual decidiu retirar das mãos de Moro as menções da delação da Odebrecht ao ex-presidente Lula que tratam justamente do sítio de Atibaia. De acordo com os advogados, o juiz federal “não teria mais competência para processar e julgar a presente ação”.

Para completar, a defesa do filho de Lula cita o artigo 206 do Código Penal Brasileiro, que aponta restrições ao testemunho: “a testemunha não poderá eximir-se da obrigação de depor. Poderão, entretanto, recusar-se a fazê-lo o ascendente ou descendente, o afim em linha reta, o cônjuge, ainda que desquitado, o irmão e o pai, a mãe, ou o filho adotivo do acusado, salvo quando não for possível, por outro modo, obter-se ou integrar-se a prova do fato e de suas circunstâncias”, afirmam os advogados.

Aprenda a investir na bolsa