Pelo Facebook

FHC nega articulação com Lula e Temer para “estancar efeitos da Lava Jato”

Segundo ele, o diálogo em torno do interesse nacional é o oposto de conchavos e deve ser feito às claras com o propósito de refundar as bases morais da política

SÃO PAULO – Em postagem no Facebook, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso negou que esteja articulando um pacto com Michel Temer e Lula pela sobrevivência política em 2018, conforme informado na última quinta-feira pelo jornal Folha de S. Paulo

Segundo a publicação, desde quando a Lava Jato começou a atingir o setor político, mensageiros tentam fechar acordo entre dois ex-presidentes e o atual presidente da República. Os três políticos tinham o objetivo de liderar um pacto para a classe política, fragilizada pelo avanço das investigações. De acordo com a publicação, aliados de líderes políticos se reuniam para discutir medidas que limitassem a operação Lava Jato e impedir que o grupo formado por PSDB, PT e PMDB seja ‘exterminado’ até 2018. Ao conversar com fontes relacionadas às três partes, a Folha apontou que uma avaliação foi unânime: a Lava Jato, segundo essas pessoas, quer eliminar a classe política e abrir espaço para um novo projeto de poder, capitaneado, por exemplo, por aqueles que comandam a investigação. 

Em sua postagem, FHC afirmou: “não participei e não participo de qualquer articulação com o presidente Temer e com o ex-presidente Lula para estancar ou amortecer os efeitos das investigações da Operação Lava Jato. Qualquer informação ou insinuação em contrário é mentirosa”.

PUBLICIDADE

Segundo ele, o diálogo em torno do interesse nacional é o oposto de conchavos e deve ser feito às claras com o propósito de refundar as bases morais da política. A Folha afirmou que mantém as informações da reportagem.

Veja a postagem de FHC abaixo: